quinta-feira, 29 de março de 2012

Dores Nas Costas... O Que Fazer???

Photobucket

O termo "Dor nas Costas" refere-se a dores nas regiões cervicais, torácica e lombar que não são relacionadas a infecções, tumores, doenças sistémicas ou fraturas.
É importante saber que dor nas costas é um sintoma, não uma doença.
Quando a dor aparece, é sinal que sua coluna pode estar num grau considerável de degeneração de suas estruturas. Caso você sinta dor nas costas, deve tentar mudar os hábitos errados que produzem lesões nas estruturas de sua coluna.
A postura inadequada, o stress excessivo, locais fechados, trânsito, escritórios e os problemas de desgaste podem ser, parcialmente, responsáveis.
A ansiedade, o stress e a depressão podem também levar a dor nas costas,constituindo uma situação muitas vezes complexa.
Situações como doenças intra-abdominais, a Infecção Urinária, Calculose Renal e o Aneurisma da Aorta Abdominal, podem provocar dores lombares confundindo-se com problemas da coluna. Muito cuidado, procure um médico para que possa avaliar esse caso.

O cuidado com a coluna é fundamental no tratamento e na profilaxia dos problemas existentes, como;

- a maneira correta de se sentar.
- a maneira correta de pegar algo no chão ou de se carregar um peso.
- a maneira correta de se deitar ou de se dirigir automóvel, dentre outros sintomas.

Caso a dor nas costas persista, procure um médico para que possa avaliar sua situação e provavelmente procurar uma atividade física para uma melhora física e mental.

Aqui vão algumas dicas que deve fazer para evitar este sintoma;

Crianças;

- Tire a criançada do sofá;não deixe o seu filho ficar muitas horas seguidas sentado em frente à TV.
- Acerte a altura;na mesa de estudos ideal, a criança encosta o cotovelo no tampo sem precisar inclinar o corpo.
- Adote mesa de canhotos;se o seu filho é canhoto, peça à direção da escola uma carteira apropriada.
- Fique de olho na mochila;ela não pode pesar muito nem ser carregada em um ombro só. Prefira os modelos de rodinhas.

Donas de Casa;

- Passe roupa sem dor; deixe a coluna erecta e mantenha a tábua de passar na altura dos cotovelos para que você não se incline demais sobre ela.
- Não se curve, agache-se;ao pegar crianças no colo, dobre as duas pernas, agachando com a coluna erecta. Nunca curve a lombar para levantar peso!!!
- Use vassoura longa;não se incline demais ao usar rodo e vassoura. Para isso, escolha modelos de cabo longo.

Grávidas;

- Faça exercícios;se não houver restrições médicas, caminhar durante a gestação é um hábito que dribla a tensão.
- Controle seu peso;engordar mais do que 10 quilos pode causar um problemão na coluna... Evite isso!!!!
- Não force os ombros;o crescimento dos seios força os ombros, tensionando a nuca.

Terceira Idade;

- Caminhe diariamente;de acordo com os médicos, a coluna precisa se mover para os músculos serem alongados. Com uma vida sem exercício físico, mais cedo ou mais tarde, a dor vai chegar.
- Troque o colchão mole demais;colchões moles não dão apoio à coluna, causando dor. Perceba se você sente pontadas na região lombar ao acordar. Se isso acontece, é sinal de que o seu colchão precisa ser trocado.
- Controle sua alimentação;o excesso de peso ocasiona mais problemas nas costas, como artrose, hérnia de disco e desvio na coluna.
-Não abaixe e nem se levante muito rápido. Com a idade, acontece um desgaste natural das estruturas da coluna.

Alivie a Dor Fazendo Uma Massagem;

Pescoço;

Gire a cabeça no sentido horário e dê cinco voltas. Em seguida, vire no sentido anti-horário e dê mais cinco voltas.

Ombros;

Sentada, coloque as mãos nos ombros, deixando os cotovelos apontados para fora. Empurre cinco vezes os cotovelos para trás e para frente, o máximo que conseguir sem sentir dor.

Peito;

Com os braços esticados para a frente, abaixe a cabeça e encoste o queixo no peito. Nessa posição, levante levemente os ombros e mantenha-os assim por cinco segundos. Volte à posição normal. Pratique essa sequência de movimentos toda vez que sentir tensão ou tiver forçado as costas.

Sem comentários:

Enviar um comentário